sexta-feira, abril 04, 2014

DEIXE-ME SER EU.


Sobre julgar.Eu já julguei, me parecia inofensivo.Mas afinal, tudo é inofensivo quando não está atingindo você.
Julgar- Eu julgo, tu julga, ele julga, nós julgamos, vós julgais e eles julgam.Não, eu não quero lhe mostrar que sei conjugar um verbo, só quero lhe mostrar que o julgamento funciona assim, um julga, outra retruca e por fim todos estão julgando.É bem típico você definir se a pessoa é rockeira ou patricinha pela sua roupa.É bem típico você querer por querer adivinhar quem é aquele humano sem ao menos conhecê-lo.
O tapa que seu amigo recebeu e chorou por isso, parece uma grande besteira pra você.A pimenta que ardeu no olho daquela pessoa parece idiotice pra você.Mas a chuva que caiu sobre seu cabelo, essa sim parece gigante pra você.O nosso mundo sempre está cercado de problemas maiores que o mundo do outro.Não é assim que parece?
Ei não se engane, num mundo com cerca de 7 bilhões de habitantes você acha mesmo que a chuva que te molhou é o problema mais importante?
É sempre assim, sempre estamos julgando ter o maior problema, ter a maior tristeza.Julgar é ótimo não é?Não é ótimo pensar que se é superior?Não é péssimo.Tudo bem, você pode me rebater dizendo que nesse universo de humanos, nesse nosso sistema capitalista sempre há o superior e  o que está abaixo dele.Ok.Mas,  esse "superior" e "inferior" é algo mesquinho demais.
Sou a favor do "somos todos iguais", porque sei que basta dar poder ao homem para conhecer teu verdadeiro caráter.Então que não se dê poder.
Eu quero andar por aí e não ser julgada por ir ao supermercado com meu tênis de glitter.Eu quero andar por aí e não ser julgada pelo meu cabelo molhado.Eu não quero que você me julgue, porque cada vez que isso acontece eu começo a dar mais importância as futilidades.
Porque afinal qual o mal em ter o cabelo molhado pela chuva?Afinal qual o mal de ser quem somos?
Eu lhe digo.Não há mal nenhum.O julgamento está em você, o poder de julgar e não julgar esse é com você.
Lembre-se que seu machucado parece ser mais torturante do que sentir fome.Lembre-se que você não é o mundo, e que não devemos nem podemos julgar tudo  e todos.Porque não conhecemos tudo e todos.

2 comentários: